Tag: Vontade de fazer sexo

Dicas para você recuperar seu desejo sexual

Sujeito a muitos fatores, a libido é mutável e caprichosa. Apesar de tudo, aumentar a libido baixa é possível, desde que você faça isso direito.
Nossas trilhas para encontrar seu desejo, lenta mas seguramente.
Ah, a libido! Este desejo ardente quase místico ainda levanta muitas questões hoje.
Principalmente quando está a meio mastro. E por um bom motivo: a libido é caprichosa e flutuante, gostemos ou não.
Ela responde a múltiplos fatores e quase viveria sua vida independentemente da nossa.

O que é libido? Como funciona o desejo feminino?

Para entender melhor a libido, primeiro é essencial identificá-la.

A definição de libido é bastante simples: é o desejo sexual que se pode sentir, tanto com um ou mais parceiros como sozinho.

Em outras palavras, é o interesse que uma pessoa pode sentir pelo sexo, independentemente de suas práticas, que a desencadeia em busca do prazer sexual.

O apetite sexual não depende do gênero e a libido feminina, ao contrário de alguns conceitos errôneos teimosos, funciona da mesma forma que o desejo masculino.

Isso difere de uma pessoa para outra dependendo de sua história, suas expectativas, seus sentimentos em relação ao parceiro, seus desejos e muitos outros critérios que são difíceis de listar por serem numerosos.

Além disso, o desejo sexual é flutuante e evolui ao longo da vida.

Muitos fatores entram em jogo na libido. Se nos observarmos um pouco, podemos perceber oscilações durante o mês, mas também de acordo com os períodos de nossa vida.

Libido diminuída: como explicar?

Uma simples mudança pode prejudicar seu apetite sexual.

Entre os quais… Hormônios. Tomar a pílula, ovulação, gravidez ou o início da menopausa podem afetar a libido.

O desejo pode estar ligado à nossa fisiologia, por exemplo, está muito presente durante a ovulação ou logo antes da menstruação, mas ao contrário pode diminuir com o início da menopausa.

Os problemas da libido também são tocados na cabeça. Bastante lógico.

O apetite sexual também pode estar ligado à nossa saúde mental, se nos sentirmos deprimidos, estressados, ansiosos…

Ao nosso modo de vida e aos acontecimentos que acontecem: por exemplo, uma nova relação tende a gerar muito. de desejo.

Nossa história também é capital e desempenha um papel fundamental nos distúrbios da libido

Se não sabemos muito ou pouco sobre o prazer e / ou orgasmo nas relações sexuais, o desejo sexual pode diminuir. 

O mesmo fenômeno pode ocorrer se certas práticas sexuais, como a penetração, forem dolorosas ou difíceis, se tivermos vivenciado situações de coerção, violência.

Conheça: Novo estimulante sexual chamado Erectaman.

Falando sobre a falta de libido ao seu parceiro

Como você pode ver, a libido está sujeita a muitos fatores. 

Fatores que controlamos mais ou menos, se é que controlamos. 

Este é um fenômeno comum, especialmente em um relacionamento longo, que às vezes pode ter dificuldades para se renovar. 

Portanto, é importante falar sobre isso com seu parceiro para encontrarmos soluções juntos. 

E certifique-se de que ninguém sofre com a situação.

Comunicar sobre o seu desejo sexual é essencial. 

Porém, quando as coisas não funcionam como gostaríamos, pode parecer difícil.

Tentar identificar as razões de haver pouco ou nenhum desejo.

“Vem de mim, do outro, da nossa relação?”

Então fale sobre isso.

Dependendo do parceiro dele, você pode se sentir mais ou menos confortável levantando a questão.

Algumas pessoas terão um artigo lido, outras preferirão assistir a um vídeo juntas ou desfrutar do sexo.para resolver o problema.

Em qualquer caso, existem soluções e explorar primeiro as soluções em conjunto quando a comunicação é possível sobre este assunto pode estourar o abscesso.

É isso leitor, tudo que tínhamos para falar esta aqui.

Agora se você quer voltar para nossa página inicial é só clicar no link.